sábado, 4 de outubro de 2008

Clafoutis de physalis (ou tomates de capucho)


  • 40 physalis ou tomates de capucho
  • 3 ovos
  • 100 g de açúcar + 1 pouco para polvilhar a forma
  • 2 colheres (sopa) de amido de milho (maizena)
  • 100 ml de natas
  • 2 colheres (chá) de açúcar baunilhado
  • miolo de nozes q.b.
  • manteiga para untar a forma
  • açúcar de confeiteiro q.b.

Lave os tomatinhos :-) e unte uma forma de tarte pequena (21 cm de diâmetro) com manteiga e polvilhe com açúcar. Reserve.

Misture os ovos, com o açúcar, a maizena, as natas e o açúcar baunilhado e bata uns instantes, com uma batedeira, para obter uma mistura homogénea.

Deite este preparado na forma e por cima distribua os tomates de capucho e os pedacinhos de nozes. Leve ao forno a cozer durante cerca de 20 minutos. Retire do forno, deixe arrefecer e polvilhe com açucar de confeiteiro.


Estes frutos tão bonitinhos, que parecem tão exóticos e que se vêem muito pelos blogs a decorar belíssimas sobremesas, existem nos Açores. Bem, mas não lhe damos um nome chique como o de physalis, chamo-lhes antes de tomates de capucho.


Por cá a única receita que eu conhecia era a de compota, que chamamos Doce de Tomate de Capucho. Mas decidi valorizá-los com uma receita também com um nome chique: Clafoutis. É uma receita tradicionalmente francesa, sendo a mais comum com cerejas (podem ver esta do blog da Elvira), mas também pode ser feita com outros tipos de fruta.

Como eu só tinha 40 tomates de capucho fiz uma receita pequena, mas poderá ser feita dobrando os ingredientes.

Print Friendly and PDF

23 comentários:

Carmencita disse...

Manu, que luxo!!
Blog também é cultura, pois não conhecia os tomates de capucho.
Achei bem interessante e apetitoso.Bjss

ameixa seca disse...

Aqui usa-se mas é para enfeitar. Confesso que já "roubei" alguns do topo de algumas sobremesas para provar mas era tão amargo que não gostei nada.
O clafoutis ficou bonito :)

Elvira disse...

A minha sogra tem montes deles no quintal. Gosto muito de fisális. Em França, dão-lhes um nome muito bonito: "amours en cages" (ou seja "amores em gaiolas"). Devem ficar perfeitos em clafoutis, sem dúvida.

Beijinhos.

PS: obrigada pelo link. :-)

Moira disse...

Olá Manuela,
Ainda hoje estive no quintal da minha mãe a namorar os dela, que ainda estão verditos, mas não tarda também os terei :)))
Tenho uma planta aqui em casa num vaso, mas não sei se vai dar alguma coisa, ainda nem deu flor :(
Eu costumo fazer doce, porque uma vez trouxeram-me dos Açores e eu adorei. O clafoutis ficou com óptimo aspecto.

BETO disse...

Manuela, já vi esses tomates aqui no Brasil mas não sabia que recebiam esse nome. A sua receita deve ter ficado maravilhosa. Abraços.

mesa para 4 disse...

Pois que bem...eu só conhecia por phisalys mas são carissimos e confesso que nunca os achei dignos do preço, não sei a como são por aí...mas assim tão bem transformados até dá vontade, ficou lindo...beijinho

Karla disse...

Olá! Que boa ideia =) eu tenho montes de physalis no quintal e nunca sei o que lhes fazer...excelente!
Obrigada

Canela disse...

Que tarte bonita.Gosto de physalis mas nunca o confeccionei.

Joanina disse...

Oh amiga, e ainda que mal te pergunte, mas onde e que foste arranjar tanto tomatinho de capucho?! E que 40 ainda e obra!! O unico lugar onde sei que os podiamos colher era no Monte Brasil, mas mesmo assim costumavam escassear... Nao me digas que agora ja ha a venda!
Aqui, alem desses tambem existe a venda uma versao maior, os tomatillos, que sao muito utilizados na culinaria mexicana. Mas sao um pouco acidos e como tal nao servem para docaria. Que eu saiba!!
Bom fim de semana.
Bj da Jo :)

Manuela © disse...

Amiga Joanina, não sabia que havia no Monte Brasil. Mas no mato há muitos :) Os meus pais foram outro dia apanhar amoras e trouxeram estes tomatinhos. 40 não acho muito, eles eram pequenitos :)

AndreaDomingas disse...

Oi Manuela!
Que receita prática! E que resultado lindo! Gostei muito também de saber o nome da Physalis em Português, aliás sempre aprendo novos vocabulários nos blogs portuguese! Temos muitas frutinhas gostosas no Brasil, mas ela são outras e as conhecidas aqui na Europa custam a chegar por lá.
Já copiei a receita e vou fazer um dia desses.
Bjs

Mamã Catarina disse...

Pois é, eu também estou habituada a ver estes tomatinhos apenas a decorar sobremesas! Lá bonitos são eles, quanto de sabor não sei porque nunca provei :)

Beijinhos e bom fim de semana!!

Pão, Bolos e Cia. disse...

Eu já conhecia os tomates capuchos, pois quando fui ao açores vi à venda os potes de doce com esse nome e na altura desconhecia. Só mais tarde dei com a equivalência e faz todo o sentido.
Eu plantei no ano passado, pegou e já deu alguns, para o ano deve dar muito mais. Costumo trazer do quintal da minha mãe, lá é tipo praga, quando um cai ao chão pega logo.
Ficou muito bonito o clafoutis.
Não percebo porque no supermercado custa tão caro, por aqui é tipo praga, lol

menoscaloriasmaisvida disse...

Manuela,
Não conhecia estes tomates. São muito bonitos e a receita é muito chique. Cheia de classe :) Como este blog, aliás! Tens um prémio para levantar lá no meu blog.
Um beijinho.
Susana.

Mundo de Alice disse...

Aqui tem no supermercado, mas são bem caros
a receita ficou linda demais
bjs

pipoka disse...

Agora os physalis estão na moda aqui para os lados do Continente, mas o pessoal das ilhas está sempre muito à frente, não é verdade?

bjs

monica disse...

Muito bonito o teu clafoutis, a minha sogra tem dois pés de physalis no quintal mas curiosamente nunca os utilizei em sobremesas. Tenho que experimentar!
Beijinhos

Ziza disse...

A physalis está começando a chegar por aqui. Mas ela é vendida a peso de ouro em caixinhas com duas ou três frutinhas dentro. Só vi ser usada para enfeitar tortinhas e similares...

Magia na Cozinha disse...

Manuela ficou interessante. Este tomatinho é mesmo muito bonitinho e decorativo.
Bjs :)

Nysa disse...

olha que giro. nunca pensei em utilizar esses frutos em qq coisa que seja. obrigada pela ideia ;-)

A Vida no Paraíso disse...

Olá Manuela!
Conheci o teu blog, e em particular por causa desta esta receita, através de uma amiga minha que sabe que tenho physallis no quintal do meu pai! Até agora fiquei-me pela compota e por uma outra experiência com chocolate - http://something-left-to-say.blogspot.com/2006/08/physallis.html#comments
Assim que os physalis estiverem bons vou experimentar essa receita, hummmm tem um aspecto delicioso! Parabéns pelo blog!

Valton disse...

Dá pra chamar de "alquequenje" também? Quando menino, colhia alguns aqui em Curitiba; são realmente deliciosos.

Anónimo disse...

gostava que me dessem a receita de doce ou compota de fysalis, dá-se muito bem na terra da minha mãe e não sabemos o que fazer com tantos frutos.