sábado, 8 de novembro de 2008

Filhoses no Forno da Ilha Terceira - versão I


Rende cerca de 20 filhoses.

Massa:
  • 250 gramas de farinha
  • 5 ovos
  • 1 chávena (1 cup) de leite
  • 1 chávena (1 cup) de água
  • 1 colher (sobremesa) de fermento
  • óleo para untar as formas
  • farinha para polvilhar
Pré-aquecer o forno.

O segredo desta receita é um forno bem quente para que as filhoses cresçam e a utilização dos ingredientes à temperatura ambiente!

Coloque os ovos numa tigela e com uma batedeira bata-os até que cresçam bastante e que fiquem espumosos. Junte então a farinha, aos poucos de cada vez, e vá misturando devagarinho.
Adicione o fermento e o sal. Junte o leite e a água e misture bem. Fica uma mistura líquida. (Se não estiver homogénea, bater um pouco com a batedeira.)

Unte bem as formas de alumínio com óleo e polvilhe com farinha. Encha as formas com a massa, (até 3/4 da altura das mesmas). Coloque as forminhas num tabuleiro e leve-as a cozer no forno (bem quente) até ficarem grandes e douradas ( entre 20-30 minutos). As filhoses ficam muito altas e ocas por dentro, para serem recheadas. Retire do forno (sem o desligar) e desenforme as filhoses com cuidado. Como, provavelmente, não couberam as filhoses todas na primeira fornada, volte a repetir o mesmo prodecimento para as restantes formas.

Recheio:
  • ½ litro de leite
  • 2 colheres (sopa) de amido de milho (maizena)
  • 4 gemas e 1 ovo inteiro
  • 250 gramas de açúcar
  • Raspas de 1 limão
Coloque num tacho o amido de milho e desfaça-o com um pouquinho do leite. Misture bem, adicione os ovos, o açúcar e as raspas de limão e misture. Junte o restante leite. Ligue a chama do fogão e mexa sempre, em lume brando, até obter uma papa cremosa. Deixe arrefecer.

Faça em cada filhós uma pequeno oríficio com uma faca. Com uma colher pequena, para não abrir muito o orifício, vá recheando cada uma com o creme de limão. Para ficarem umas filhoses mais bonitas pode optar por fazer um orifício muito pequeno e rechear com a ajuda duma seringa ou saco de pasteleiro.

Nota: Este recheio é doce, se preferir poderá reduzir a quantidade de açúcar a gosto.

------ ------ ------

Foi esta a receita que enviei à Ziza para a participação no Intercâmbio Culinário. Mas uma vez que eu também fiz, para lhe enviar a receita passo-a-passo, decidi publicá-la. Estas filhoses no forno são típicas da Ilha Terceira e fazem-se pela altura de Carnaval.

Veja outra versão desta receita: Filhoses do Forno com massa escaldada

Print Friendly and PDF

29 comentários:

Canela disse...

Que espanto essas megafilhoses!
Devem fazer jus ao nome do blog..
Bj

mesa para 4 disse...

Miga que filhoses maravilhosas e logo com recheio, eu vou gostar disso e dessas eu nunca provei...

Xana disse...

Manuela,
Essas filhoses são bem diferentes das que vejo por cá, mas têm 1 aspecto maravilhoso...
Mande lá umas pro continente, que e certo há por aqui mais amigas que vão querer provar :)
bjinhus

Apok@lypsus disse...

Minha Nossa Santa Mãe de Deus!!!
E anda um pobre a fazer manutenção forçada na bicileta para manter a linha e estas receitas a surgirem de todos os lados...
É pecado! Ainda agora mesmo acabei de trincar uma fatia de uma Tarte de Natas e Pudim Flan que saquei ao Blogue da Isabel Pisoeiro e que fiz à tarde e deparo-me com estas filhozonas grandonas que nem um castelo!!!
Manela... assim... não dá...!!!

Ziza disse...

Ficaram mesmo lindas!
Beijos

Pão, Bolos e Cia. disse...

Já conhecia estas filhoses, mas nunca as fiz ou provei. A massa oca parece a massa de fartos para os profiteroles/eclaires.
Vou fazer por agora, mesmo não sendo carnaval, mas carnaval é sempre que o homem quiser, certo? lol

moranguita disse...

que lindas filhoses, devem ser muito boas manuela.
beijinhso e bom fim semana

Isabel Pisoeiro disse...

Mas que lindas filhoses!! É coisa que adoro, posso comer uma?? :P

Ana disse...

Manuela, ficaran mesmo lindas, eu vou gostar e dessas eu nunca provei.Bjinhus Ana.

Elvira disse...

Em breve, vou saber como é o Carnaval na Terceira, ao vivo...! ;-)

Essa receita é óptima. Uma que vou ter de experimentar, sem dúvida.

Beijinhos.

Karla disse...

Que giras, nunca tinha visto filhoses no forno. Devem ser mesmo boas.

beijinhos

ameixa seca disse...

Tanto as da Ziza como as tuas têm um aspecto delicioso :)

Anónimo disse...

Oi! Aqui na ilha do Pico tambem fazemos essa receita na altura que antecede o Carnaval, nomeadamente nos Dias de Amigos/as e de Compadres e Comadres nas 4 quinta-feiras que antecedem o Carnaval. Mas por cá tem outro nome: FOFAS! Espero que este doce tão nosso seja apreciado.
Ana

Manuela © disse...

Ana do Pico:

É verdade, no Faial e no Pico também têm as fofas. Não sei se a receita será igual, pelo menos quando as comi achei diferença no sabor. Mas o aspecto é igual.

E sim, por aqui também se comem nas 4 semanas que antecedem o Carnaval. Aliás, aquele mês inteiro é de Carnaval ;-)

Obrigada pela visita, volte sempre.

ANA disse...

Cara Manuela:
A receita que eu tenho é similar, mas existe outra que eu nunca experimentei em que a massa é escaldada num tacho e leva muita semente de funcho. As minhas ficam com o mesmo aspecto das suas. É bom haver blogs como o seu para dar a conhecer as nossas tradições!
Ana do Pico

pipoka disse...

Fizeram-me lembrar as fofas do Faial...conheces?

Amanhã hei-de perguntar à minha mãe pela receita.

bjs

Leonor de Sousa Bastos disse...

Não conhecia estas filhoses da ilha Terceira... parecem como massa choux!:)...devem ficar óptimas com esse creme!... com um recheio salgado também devem ficar maravilhosas!!

menoscaloriasmaisvida disse...

Olá Manuela,
não conhecia estas filhoses. Parecem-me muito Têm um excelente aspecto...e, se forem como a restante gastronomia dos Açores, são deliciosas.
Beijocas e boa semana.
PS. Força para as caminhadas. Começa que vais ver que gostas. Basta 30 minutos. Olha, eu também era super perguiçosa para me mexer. Comecei com as caminhadas no verão, quando chegou Setembro tinha vontade de ir para o ginásio. Fui. Estou a adorar. Encontrei algumas actividades de que gosto, descontraio-me, sinto o meu corpo muito mais desempenado, já não tenho dores de costas, estou a perder massa gorda, a ganhar massa muscular, conheci pessoas novas. Só coisas positivas. Experimenta.

Margarida disse...

Manuela, eu nunca tinha ouvido falar em filhoses de forno.. Mas gostei bastante, pricipalmente pelo facto de não serem fritas.
Esta vou ter que experimentar mesmo!
beijinho

Kláudinha disse...

que lindas.... e assim não são fritas :) vou experimentar vão ser o doce deste Natal :) obrigada bjinhos

Moira disse...

Destas nunca comi, nem nunca tinha visto, agrada-me o facto de não serem fritas.

AndreaDomingas disse...

Lindos Manuela! Estou babando! Anotei logo e vamos ver quando consigo fazer.
Bjs

Magia na Cozinha disse...

Isto é o máximo! Adorei!
Bjs :)

grazi disse...

fiquei super entusiasmada quando vi os seus magnificos filhosos e fui para a cozinha...
infelizmente , os meus nao cresceram e ficaram ocos...apesar de ter seguido a receita direitinho...

feliz ano novo!!!

Manuela © disse...

grazi:
Lamento que as tuas filhoses não tenham acertado :(
Mas as filhoses são mesmo completamente OCAS por dentro, para depois as rechearmos com o creme de limão.

O único segredo para elas crescerem bem é um forno pré-aquecido e BASTANTE quente, pois quanto mais quente estiver o forno mais elas crescem.

Otilia disse...

Ate que enfim
Ja leva algma tempo que andava prociurando a receita destas filhoses que muitas recordacoes trazem de meu tempo de crianca na Terceira em que a minha mae me comprava as vezes .. depois quando cresci contnuei gostando e consegui a receita e ate fiz muitas vezes.. fiquei muito tempo sem faze-las e esqueci como se fazia e perdi a receita .. mas estes dias estas filhoses nao me saem da cabeca e vim para a net to search e ate que encontrei .. pois e e como e fim de semana de carnaval .. vou fazer e vou me deliciar com elas

Gordinha disse...

adoroooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

ATITUDE disse...

Boa Tarde

Experimentei a fazer e nunca deu certo. Comprei uma forma no Continente (um tabulairo antiaderente com 12 formas. Não percebo porquê. Qual o fermento que usa? è fermento para bolos ou para pão. Eu usei um da Ramazzotti.
Obrigado.

Helena Correia

Manuela © disse...

Atitude,
O fermento é para bolos, não é fermento para pão. E tem de ser em formas de alumínio separadas, nessas de tabuleiro não há espaço suficiente para a massa crescer.
O segredo para elas crescerem é um forno bem quente. Depois diga como correu.